Cópia de Sem nome (5).png

Blog MecTRIA

  • Pedro Henrique Pessuto Casare

Impressão 3D e Sustentabilidade


www.3dnatives.com

Atualmente vivemos uma era na qual o termo sustentável está cada vez mais presente em nosso cotidiano. Procuramos cada vez mais tecnologias que minimizam os riscos ambientais produzidos pelas indústrias, e seus processos produtivos, a fim de tornar o mundo cada vez mais sustentável e com níveis de poluição cada vez mais reduzidos, com o objetivo final de conservar o planeta, para que gerações futuras tenham condições adequadas de sobrevivência na Terra. Mas será que antigamente tínhamos esta visão?


Entre os séculos XVII e XIX, na Inglaterra, teve início a Primeira Revolução Industrial com a invenção da máquina a vapor, onde trocamos a indústria artesanal por uma indústria manufaturada com capacidade de produção em larga escala. Posteriormente, no final do século XX, ocorreu a Segunda Revolução Industrial, com a utilização do motor a combustão e a energia elétrica. No final da década de 70, iniciou-se a Terceira Revolução Industrial, com o uso da robótica, genética, eletrônica e telecomunicações, possibilitando um aumento demasiado da capacidade produtiva das indústrias.


Contudo, com este aumento da capacidade produtiva das indústrias surgiram grandes problemas ambientais, ocasionados pela poluição industrial: degradação do ar, despejo de esgoto sanitário em rios, desequilíbrio da cadeia alimentar, alteração da fauna e flora, aquecimento global e muitos outros problemas.


Somente no ano de 1992, surgiu o conceito de sustentabilidade e um programa para concretizá-lo pelo mundo, definido pela ONU. Este termo se refere a prática de atividades, principalmente industriais, as quais visavam a proteção e a renovação dos recursos ambientais do planeta.


Fonte: www.proprinter.com.br

Atualmente buscamos cada vez mais tecnologias e processos sustentáveis, a fim de minimizar riscos de impactos ambientais, cuidando de nosso planeta. Uma tecnologia presente neste tema é a impressão 3D de materiais sustentáveis.


Com essa ideia, nasce o filamento de PLA, um polímero termoplástico constituído por várias cadeias de ácido lático, advindo da fermentação bacteriana de amido vegetal (milho e beterraba, por exemplo), tornando o

filamento biodegradável, reciclável e sustentável. Além disso, quando se comparado aos outros materiais de filamentos existentes no mercado, o PLA se destaca por ser prático e fácil de ser utilizado pelos iniciantes em impressão 3D. Ele possui elevada dureza, excelente qualidade visual com brilho em destaque, além de ter uma baixa contração depois de impresso.


Uma outra tecnologia sustentável neste ramo que vem ganhando destaque no mundo, é a impressão 3D de casas. Moradias são impressas com materiais sustentáveis de origem vegetal por impressoras 3D gigantes. Um projeto bastante conhecido atualmente é o GAIA. Utilizando palha, terra crua e casca de arroz, a impressa italiana WASP imprimiu sua primeira casa feita de materiais naturais. A execução do projeto demorou 10 dias para ser finalizada e o custo total de produção da obra foi de aproximadamente U$ 4000,00.


Fonte: www.casa.abril.com.br

Por fim, uma reflexão: precisamos utilizar de fontes renováveis e sustentáveis de produção industrial para contribuir com a saúde do planeta, permitindo uma melhor qualidade de vida para futuras gerações!


Ficou interessado em Impressão 3D e possui algum sonho ou ideia de projeto? A MecTRIA conta com uma equipe de alunos e profissionais para te atender! Através do desenvolvimento de produtos encontramos a melhor solução para nossos clientes.


Entre já em contato e garanta uma solução única e personalizada para você!









0 comentário
Posts Recentes