Cópia de Sem nome (5).png

Blog MecTRIA

  • biancatondini

Kanban: como a Toyota revolucionou o funcionamento das indústrias

Atualizado: Jun 15

Em um cenário pós Segunda Guerra Mundial, o Japão se via em uma grande crise de destruição, uma produção muito baixa e uma escassez de recursos. Assim, foi desenvolvido o Sistema Toyota de Produção, baseado nas técnicas de Henry Ford e Frederick Taylor, o sistema tem como princípios: a eliminação de desperdícios, uma fabricação de qualidade, comprometimento e o envolvimento dos funcionários.


O Sistema Toyota de Produção teve como alicerce as metodologias just in time, kanban e kaizen. O Just in time se baseia no estoque mínimo possível, produzindo o que for necessário no tempo requisitado. O sistema Kaizen trata-se de um meio de melhoria contínua, sempre melhorando a estrutura e o indivíduo.


O que é o kanban?


A metodologia kanban é um sistema de informação e organização que controla a quantidade de produção de todos os processos, indicando o quê, quando e quanto produzir. Geralmente são utilizados cartões para a identificação das atividades e esses cartões são alocados em setores que indicam o andamento da produção/atividade.


A visão do kanban é aumentar a eficiência da produção, otimizar seus sistemas de movimentação, melhorar as realizações de tarefas e auxiliar na conclusão de demandas.


Fonte: blog.zocprint.com.br

Antes e Depois

Fonte: bianoti.com

O cenário anterior a criação do Sistema Toyota de Produção consistia na produção fordista, em que tendo ou não demanda de mercadoria, o produto era produzido em grandes quantidades, fazendo com que o estoque da empresa fosse grande. Na época, o cenário era favorável, pois uma grande produção fazia o produto ter um custo mais acessível para os clientes, tendo uma alta venda do mesmo.


Entretanto, após a crise econômica de 1929, este cenário mudou em todo o mundo, e principalmente nos Estados Unidos. O poder econômico da população reduziu drasticamente, porém as indústrias não reduziram sua produção, aumentando a cada hora o seu estoque. Esse aumento fazia com que o valor do produto desvalorizasse no mercado, gerando uma redução dos lucros e consequentemente um prejuízo para a empresa, que, por fim, precisava demitir seus funcionários. Isso fez com que a economia entrasse ainda mais em recessão.


Dessa forma, as empresas japonesas começaram a entender a importância da balança entre produção e consumo, eliminando a estocagem e desvalorização do produto. Por isso, a quantidade de produção deveria ser baseada na demanda que o mercado necessita. Nesse contexto, a Toyota desenvolveu um sistema de produção inteligente, otimizado e com o menor custo, caso a economia esteja em recessão.


Tipos de Kanban


Existem dois tipos principais de Kanban: de movimentação e de produção.


O Kanban de movimentação consiste em um sistema que notifica os vários setores de produção o que deve ser realizado, tanto para realizar uma tarefa quanto para esperar por pela próxima.

Fonte: rockcontent.com/

O Kanban de produção tem inúmeras aplicações, não apenas nas indústrias. Em um painel, são alocados cards que designam as atividades a serem realizadas, que estão em realização ou que já foram concluídas. Assim, todos os funcionários conseguem visualizar com clareza as suas atividades e de seus colegas.


Além disso, no Kanban de produção são utilizados alguns adesivos colados em setores: a fazer, em andamento e concluído. Nos adesivos podem conter algumas possíveis indicações:

  • breve descrição da atividade

  • início da atividade (data e horário)

  • prazo de entrega

  • nome do colaborador responsável

Esse tipo de Kanban pode ser aplicado desde indústrias de grande porte até no dia a dia pessoal para resolver os problemas e atividades.


Kanban online


O Kanban se torna ainda mais acessível quando podemos levar para todos os lados. Com a disponibilização de aplicativos e sites, vários kanbans onlines já são utilizados por muitas empresas e pessoas, desde otimizar a produção industrial até a organização pessoal. Segue abaixo algumas dessas plataformas:


1. Trello


Essa ferramenta possui uma fácil utilização, sendo preferida por muitos indivíduos que começam a utilizar o kanban. É uma ferramenta gratuita e indicada para pequenos times.




2. Pipefy


O software é altamente personalizado e customizável, é uma ótima opção para startups pelo seu baixo custo e alta qualidade. Ele é gratuito para um time de até 10 usuários e indicado para empresas que estão iniciando e procurando um baixo investimento na ferramenta kanban.




3. Kanbanize


Essa solução é a mais completa do mercado, aceitando integrar algumas ferramentas digitais, como Google Drive, Slack, GitHub, GitLab, etc. A ferramenta é paga e indicada para grandes times.



Dicas para usar o Kanban

  1. Mapeie seu processo para que consiga visualizar melhor como ficará seu kanban.

  2. Não se limite apenas em setores: a fazer, em andamento e concluído.

  3. Informações importantes: atividade, contribuidor, data de início, e previsão de entrega.

  4. Certifique-se de atualizar seu kanban.



Gostou do conteúdo? Está interessado em implementar o Kanban em seu negócio? Clique aqui e conheça o nosso serviço de Gestão e Planejamento para otimizar seus processos

0 comentário
Posts Recentes