Cópia de Sem nome (5).png

Blog MecTRIA

  • Beatriz Granado

Serviços MecTRIA: Ruídos e Vibrações

Atualizado: 2 de Out de 2020


No local de trabalho, a exposição aos ruídos podem gerar diversas doenças que afetam o trabalhador, provocando perdas de produtividade, de qualidade do trabalho e desmotivação.

Isso também acontece com as vibrações mecânicas, que podem originar perturbações musculares, neurológicas e vasculares.

Mas como definir esses dois incômodos ao trabalhador?

Do ponto de vista fisiológico, o ruído é definido como toda sensação auditiva desagradável ou insalubre, ou seja, provoca desconforto ao ambiente e as pessoas que estão expostas a ele.

Já no caso das vibrações, pode-se defini-la como qualquer movimento que o corpo executa em torno de um ponto fixo, sendo esse regular ou irregular, quando não segue nenhum movimento determinado.

Mas por que é necessário controlar os ruídos e as vibrações no local de trabalho?

Existem órgãos fiscalizadores em todos os municípios que são responsáveis pela medição de ruídos sonoros e vibrações em empresas. Com isso, se em algum momento a exposição do trabalhador aos ruídos e vibrações ultrapassar os limites determinados pela lei, a empresa poderá receber uma multa por isso.

Exemplos de empresas que fazem o uso de protetores para seus operários, são companhias aéreas. Isso acontece visto que os trabalhadores são expostos durante todo o expediente ao barulho das turbinas e motores das aeronaves. Se eles não utilizassem protetores, iriam sofrer traumas permanentes em seu sistema auditivo.

Assim, como já comentado no começo, os ruídos provocam incômodos para os trabalhadores. Sendo assim, isso se torna um obstáculo para as comunicações verbais e sonoras, e, como consequência, pode provocar fadiga geral ou, até mesmo, trauma auditivo e alterações fisiológicas extra auditivas.

O ruído é propagado por ondas sonoras que podem transmiti-lo da fonte até ao ouvido, tanto diretamente pelo ar, como indiretamente por condução nos materiais, estruturas sólidas, paredes, pavimentos e tetos, que funcionam como fontes secundárias. Quando ele atinge determinados níveis, causa uma fadiga ao aparelho auditivo, que pode ser inicialmente suscetível de recuperação. Mas, em casos de exposição prolongada, pode-se transformar em surdez permanente devido a lesões irreversíveis do ouvido interno.

A exposição ao ruído pode provocar duas situações:

  • Causar a perda temporária da audição, sendo que essa pode ser recuperada progressivamente a partir do momento em que cessa essa exposição;

  • Causar a perda permanente da audição, a consequência mais graves da exposição. Logo, quando a exposição a ruído excessivo se mantém durante um longo período de tempo e não se utiliza a devida proteção, inicia-se o processo de destruição de células ciliadas (internas, numa primeira fase, e externas, posteriormente) do órgão de Corti.

No caso das vibrações, a exposição direta pode ser extremamente grave, podendo afetar permanentemente alguns órgãos do corpo humano. Elas podem afetar o conforto, reduzir o rendimento do trabalho e causar desordens das funções fisiológicas, dando lugar ao desenvolvimento de doenças quando a exposição é intensa.

A partir de tudo comentado anteriormente, a MecTRIA oferece diversos tipos de serviços aos seus clientes, dentre eles o controle do Ruído e de Vibrações.

Está precisando controlar esses incômodos para os seus trabalhadores e deixar sua empresa em ordem com as leis?

Fale conosco. O controle do ruído e das vibrações é essencial para o local de trabalho.


0 comentário
Posts Recentes