top of page
Cópia de Sem nome (5).png

Blog MecTRIA

  • Vinicius Pereira Pedro

Manutenção Preditiva: O que é e quais os benefícios?


Em um contexto em que a presença de máquinas é imprescindível para a humanidade, é necessário garantir o bom funcionamento das mesmas, visto que a falha de algum componente ou equipamento pode comprometer toda uma produção ou até mesmo impactar diretamente na vida de uma sociedade em geral. Sendo assim, é importante ter um bom plano de manutenção. Dentre eles, se destaca a manutenção preditiva.


A manutenção preditiva, como o próprio nome menciona, é o ato de predizer, ou seja, é a manutenção que prevê o comportamento de um sistema mecânico, visando a preservação e otimização da vida útil dos equipamentos de um sistema mecânico.


Isso pode ocorrer a partir do monitoramento remoto de um maquinário, com a utilização de equipamentos de sensoriamento para a coleta de dados. Dessa forma, é possível analisar constantemente o comportamento de uma máquina ou componente e verificar se, ou quando poderá ocorrer alguma falha futura e, assim, realizar um planejamento de manutenção adequado.


Dentre os tipos de manutenção preditiva algum deles são: análise de vibração, que mede a vibração mecânica real dos equipamentos e máquinas para detectar padrões de vibração anormais, podendo indicar possíveis problemas em potencial, como desalinhamento, desbalanceamento ou falha de rolamentos; análise térmica (termografia), na qual utiliza sensores infravermelhos para medir a temperatura de equipamentos e detectar pontos quentes, que podem indicar sobrecarga ou problemas de isolamento; além da análise de óleo e inspeção visual, que podem detectar, por exemplo, partículas metálicas nos fluidos do maquinário, sinais de desgaste, corrosão ou outros problemas que possam levar a falhas futuras.


Os grandes benefícios desse método, portanto, estão ligados às questões produtiva e econômica. A partir da manutenção preditiva é possível utilizar os componentes de uma máquina até próximo de sua vida útil, de forma segura, sem a necessidade de trocas preventivas desnecessárias. E, principalmente, reduzir o risco de falhas inesperadas, que podem comprometer o funcionamento do maquinário e gerar altos gastos corretivos.



Veja mais sobre esse e outros temas relacionados com a engenharia mecânica em Nosso Blog. 

Você tem interesse em desenvolver algum projeto? Ou tem uma ideia que deseja tirar do papel? Entre em contato com a gente para que possamos te ajudar, Fale Conosco!


0 comentário

Comments


Posts Recentes
bottom of page